Dia contra a LGBTfobia: Conheça artistas que questionam gênero e brilham nos palcos

Dia contra a LGBTfobia: Conheça artistas que questionam gênero e brilham nos palcos

Há 27 anos, a Organização Mundial de Saúde retirava a homossexualidade do seu rol de classificações de doenças (CID-10), e marcava um importante passo na luta por direitos ao movimento LGBT+. Desde então, 17 de maio se tornou a data mundial de combate à homofobia, lesbofobia e transfobia. Na música, é dia de celebrar os inegáveis avanços, mas também de se mobilizar por mais visibilidade e respeito ao movimento.

Nos últimos anos, artistas que questionam o binarismo e os padrões de gênero por meio de sua música e performance ganharam destaque na cena brasileira. Liniker, Pablo Vittar, Glória Groove, Linn da Quebrada, Erick Barbi, As Bahias e a Cozinha Mineira e dezenas de outros talentos lotam casas de shows, teatros e praças, pelo talento e ousadia em reconstruir conceitos de identidade.

Imagem de divulgação do álbum “Vai Passar Mal”, de Pablo Vittar. Foto: Marlon Brambilla

MPBTrans

Trazendo a cultura em trabalhos que têm a liberdade e o respeito como pedra fundamental da luta contra o preconceito, o movimento chamado MPBTrans reforça o empoderamento e a autoaceitação LGBT+. E a mensagem dos palcos traz força e transforma sonhos de fãs LGBT+ que se inspiram nas canções e postura política dos artistas.

Isso porque muito além da lacração e do tombamento dessas e desses artistas fenomenais, existe muita luta e superação. O Brasil infelizmente ainda é muito transfóbico: ocupamos o vergonhoso lugar de país que mais mata LGBT+ no mundo.

Pelo fim da discriminação e violência

Botar a cara no sol, sendo uma cantora transexual, drag queen ou homossexual fora dos padrões de gênero, é enfrentar e resistir à intolerância. É encorajar e empoderar quem ainda vê o 17 de maio como um dia de luta pela sobrevivência ao mesmo tempo em que se sensibiliza quem ainda não pode acordar para o seu próprio preconceito, por meio da arte de massas.

Nós da La Otra, oferecemos todo nosso apoio, solidariedade e respeito máximo a todas as lutas pelo fim da discriminação e violência. Que possamos celebrar essa e outras datas em toda a pluralidade das pessoas e da música, com mais brilho e menos preconceito.

Quer conhecer mais sobre artistas que cantam sobre resistência e empoderamento na música? Vem ler sobre empoderamento feminino e o lançamento do clipe “Insubmissa”, de Maíra Baldaia.

Sobre o Autor

La Otra

Soluções criativas no ecossistema musical

Deixe seu comentário