Há alguns anos, desde que caiu a ficha da Industria Musical sobre a relação com os novos meios e agentes surgidos da Internet, o Marketing Musical passou a ser percebido como trabalhar as Redes Sociais e criar um bom canal no Youtube. No entanto, o trabalho para o lançamento, a promoção, venda e consolidação de um artista ou banda vai muito além de boas postagens e vídeos interessantes. Há alguns pontos fundamentais para se ter uma marca forte e relevante na música e eu te conto 5 para você colocar em prática agora mesmo.

Foto: Pexels

1- Conte sua história

Sua vida interessa e muito. As pessoas buscam identificação. Não é mistério que a música é uma das ferramentas de afirmação da identidade pessoal: escutamos, nos tornamos fãs e nos agrupamos ao redor de imagens e conceitos que tenham significado para nós. Quando nos tornamos fãs de um artista é por todo o discurso que vem com ele: sua identidade, o que ele acredita, transmite, como se veste e se comunica.

Leia Por que sua história interessa http://nathyfaria.com/2017/02/13/por-que-sua-historia-interesa/

2- Sua música é o que menos interessa

Fazer música boa é a sua obrigação. Cá pra nós, há milhares de bandas lançando boas canções todos os dias, muitas com um material impecável e o que diferencia umas das outras é a história que amarra tudo.

Muito mais do que o QuÊ você faz, as pessoas querem saber o PORQUÊ você faz e se merece a atençao. Já sentiu que um artista que nem tem a música tão boa acaba se destacando pela imagem, pela mensagem ou ideologia que carrega com ele? É disso que estou falando!

3- Seja diferente sendo você

Quando falamos sobre ser diferente, muita gente já pensa em criar um personagem e sustentar uma imagem caricata de algo que “funciona”. Não existe uma regra ou um estilo que defina como deve ser um artista. Não podemos determinar sobre o que as pessoas gostam ou não, porque vivemos em um mundo de nichos e realmente há gosto para tudo e lugar para todo mundo.

A melhor maneira se ser único é sendo você mesmo. Tenha uma visão holística de si mesmo, se enxergue por dentro e por fora, com todos os seus detalhes.  O marketing não é sobre agradar todo mundo e sim trazer pra perto quem vai gostar de você.

4- Você precisa (E MUITO) das pessoas

Já ouviu falar em Sinergia? O esforço entre muitas e variadas partes para que algo dê certo é fundamental na música. Não basta você acreditar no seu talento, muita gente tem que botar fé e fazer por onde as coisas aconteçam.

Na música principalmente, muitas oportunidades aparecem para quem está conectado, fazendo parte de variadas comunidades e se comunicando. Conhecer gente do meio musical é muito importante, fazer contato com outras bandas, prestigiar outros artistas, fazer parcerias e trocar experiências.

E não espere o apoio das pessoas sem fazer por merecer! Colabore com causas e grupos com os quais você se identifica.

5- Divulgação é um meio, não um fim

Quando você coloca a bota no trombone, para contar ao mundo que seu negócio musical existe, você está no meio de um processo em que muita gente será atraída, muitos se afastarão, mas a comunicação fluirá. Você se divulga pra criar comunidade, para gerar empatia, para contar sua história e escutar (Atenção!!!! Você precisa realmante escutar) o seu público. A divulgação é um processo contínuo, que vai crescendo e te acompanhando em cada fase.

Não espere que ninguém faça nada por você. Seu sucesso depende do seu trabalho duro e constante! Nada acontece da noite pro dia, então comece agora a fortalecer sua marca sendo quem você e alcance o sucesso desejado.

Pensando em música nova? Lançar um single: uma das estratégias de marketing mais usadas na música!